O que é?

O que é?

O Esperanto é uma língua internacional e neutra. É um eficiente instrumento para a preservação de todas as línguas e culturas do globo.

juna-zam

Uma segunda língua para todos. A idéia-base do Esperanto foi lançada pelo médico polonês aos 28 anos, Dr. Lázaro Zamenhof, em 1887, há mais de  125 anos. Desde então, o projeto de língua planejada transformou-se em uma língua viva, com cultura própria, mas internacional, e até mesmo com falantes nativos.

O Esperanto não pertence a nenhuma nação e pertence a todos. A proposta do Esperanto é que cada povo continue a falar sua língua materna e use o Esperanto nas comunicações internacionais.

Clique nas setas abaixo para ler mais em cada seção

Aprender Esperanto é 10 vezes MAIS FÁCIL e RÁPIDO do que aprender Inglês, ou qualquer outra língua natural. Em esperanto é possível combinar partes de palavras, como em >>

um jogo de montar e formar centenas de outras palavras. O Esperanto multiplica palavras.  Veja como funciona:

baixar apresentação PPS            baixar vídeo  MP4

 

Jovens contam em quanto tempo e como foi aprender Esperanto

 

O Esperanto é uma língua viva, cerca de 2 milhões de pessoas falam Esperanto, em 115 países. No mundo, existem mais de 6 mil línguas, e o Esperanto está entre as 300 línguas mais faladas. Apesar de não existir um país >>

que fale apenas Esperanto, ele está presente em 115 países e é provavelmente a terceira língua geograficamente mais bem distribuída.

A Enciclopédia Britannica estima que mais de 100 mil pessoas usem o idioma em todo o mundo. Já a Ethnologue: línguas do mundo, uma das mais importantes enciclopédias sobre línguas, considera que existam, hoje, cerca de 2 milhões de falantes com fluência nível C1, isto é, quase nativa.

 

Existem mais de 35 mil livros e 2 mil periódicos em Esperanto. Um enorme número das grandes obras literárias já foi traduzido para o Esperanto, desde a Bíblia e o Alcorão até as obras de Dante, Camões e Shakespeare. Autores modernos, como >>

Garcia Lorca, Jorge Luis Borges e Jorge Amado também têm traduções em Esperanto. Da literatura brasileira, livros como Dom Casmurro, Memórias póstumas de Brás Cubas, Vidas secas e O alquimista possuem traduções bastante elogiadas. Até mesmo a biografia de Pelé possui uma tradução para o Esperanto, autografada pelo próprio ídolo.

O Museu do Esperanto, fundado em 1927 e hoje departamento da Biblioteca Nacional da Áustria, possui em seu acervo mais de 35 mil livros e 2 mil periódicos, além de outras dezenas de milhares de manuscritos, panfletos, fotografias e objetos relacionados. O catálogo da Associação Mundial de Esperanto, com sede na Holanda, possui quase 7 mil livros e outras mídias para venda. Além disso, em diversos portais e páginas da internet, como, por exemplo, no portal Domínio Público, do governo brasileiro, é possível obter de centenas a milhares de obras em e sobre Esperanto.

 

Há ainda muitos trabalhos escritos originalmente em Esperanto. Algumas destas obras tornaram-se tão importantes, que foram traduzidas para vários outros idiomas, como é o caso do poema épico modernista La infana raso (A raça menina), do escocês William Auld, cuja obra original em Esperanto lhe rendeu repetidas nomeações ao prêmio Nobel de literatura.

 

O Esperanto é reconhecido pela ONU e UNESCO. Desde a apresentação de sua base, em 1887, o Esperanto ganhou falantes das >>

mais diversas partes do mundo, que em muito contribuíram para sua fundamentação e evolução como língua. São inúmeras as diversas manifestações da cultura em Esperanto, desde a literatura ao cinema. Milhares de páginas na internet e redes sociais, transmissões diárias de rádio e encontros e congressos, sejam regionais ou mundiais, garantem um intenso intercâmbio de idéias e sentimentos entre pessoas. Tudo isso comprova que o Esperanto tornou-se e é uma língua viva.

Hoje, principalmente na Europa e na China, o Esperanto é matéria de estudo em diversas escolas e universidades. Na Polônia, uma das maiores universidades do país, a Universidade Adam Mickiewicz, em Poznan, oferece um curso de pós-graduação de três anos na área da linguística dado completamente em Esperanto. Na Hungria, o Centro de Ensino Avançado de Idiomas, da Universidade Eötvös Loránd, em Budapeste, responde pela certificação de proficiência em Esperanto para toda a União Européia. Em San Marino, a Academia Internacional das Ciências San Marino, uma das universidades daquele país, tem o Esperanto como única língua oficial.

Além disso, a ONU, por meio da UNESCO, reconhece oficialmente o Esperanto como língua e recomenda seu ensino aos países membros.

 

 

O estudo preliminar do Esperanto auxilia o aprendizado de outras línguas. Isso e´ um fato comprovado por experiências em >>

Universidades européias. Quem estudou Esperanto, tem muito mais facilidade de aprender Inglês ou outra língua estrangeira.

Pessoas que nunca conseguiram aprender Inglês, poderão ter sucesso, após um curso de Esperanto.

O Inglês em si não é uma língua difícil. O que nos atrapalha a falar Inglês ou outra língua estrangeira fluentemente, é a nossa dificuldade de pensar em outra língua que não seja a nossa língua materna. Enquanto o aluno estiver fazendo traduções mentais da língua materna para a língua estrangeira, ele jamais falará essa língua fluentemente. É necessário aprender a pensar diretamente na língua estrangeira, sem traduções.

Como o Esperanto é lógico, regular e racional, torna-se muito mais fácil de atingir esse objetivo. Depois de aprender a pensar em outra língua que não seja o português, você poderá aprender Inglês, Espanhol ou até Chinês, muito mais facilmente.

Pesquisas Científicas sobre o Valor Propedêutico do Esperanto Realizadas em Vários Países

 

Para que aprender Esperanto, se já existe o Inglês ? O Inglês é uma língua muito importante, principalmente >>

nos negócios.  Muitas pessoas o estudam, mas somente 335 milhões de pessoas falam Inglês como língua materna, o que representa apenas 6% da população mundial  (Ethnologue). Além dos falantes nativos, cerca de 500 milhões de pessoas estudam o inglês, porém em sua maioria o nível de proficiência é baixo e insuficiente para uma conversação básica  (Education First).

profeciencia-mundo

Ensinar Inglês a 94% do mundo é uma tarefa difícil que dispende muito tempo e dinheiro, com resultados insatisfatórios.

 

Além disso, os países de língua inglesa obtêm enormes lucros com cursos e produção cultural nessa língua. A Inglaterra obtém mais lucro através da língua inglesa do que com a exploração do petróleo do Mar do Norte.

A produção cultural norte-americana, como cinema e música, inviabiliza a produção cultural de muitos países. Por esses motivos a utilização de uma língua nacional, como o Inglês, Espanhol, ou Chinês, na função de língua internacional sempre acarretará uma situação de injustiça, na qual alguns países são privilegiados e outros prejudicados.

Rainha Elizabeth discursa na ONU em Inglês impecável, mas a audiência precisa de fones de ouvido com tradução simultânea

Por outro lado, você pode aprender Esperanto com sucesso em pouco tempo, viajar e fazer contatos com esperantistas no mundo inteiro.

– Se você quer fazer contatos e amizades internacionais, aprenda Esperanto.

– Se você quer valorizar seu currículo, aprenda Inglês.

– Mas se você for inteligente, aprenda as duas línguas, e outras mais, começando pelo Esperanto, que é a mais fácil.

Assista a um vídeo de 8 minutos com Claude Piron, tradutor da ONU e da Organização Mundial de Saúde, por 20 anos professor do Depto. de Psicologia da Universidade de Genebra. (clique em CC para ativar a legenda em português).

 

Concorra a 4 viagens internacionais com hospedagem gratuita. Se você tem até 30 anos e já fala Esperanto com>>

fluência, você pode concorrer a três viagens internacionais pagas pela Organização Mundial da Juventude Esperantista e mais uma pela Organização da Juventude Esperantista Brasileira para participar do Congresso Mundial de Esperanto, que a cada ano acontece em um país diferente.

A hospedagem é gratuita através do Pasporta Servo.

Se você ainda não fala Esperanto, corra e clique abaixo para começar a aprender e candidate-se às viagens no ano que vem.

 

Conheça mais e veja como é a comunidade esperantista, assistindo o filme Esperanto é >>

 

Como aprender Esperanto

 

 

19 respostas para “O que é?”

  1. O Esperanto me conquistou. Não encontrei uma ideia tão fantástica por sua praticidade e facilidade para a comunicação entre os povos quanto a de que cada pessoa bastaria aprender o Esperanto. Com o Esperanto todos no mundo poderiam se comunicar com todos.

  2. Sady Metzdorff says:

    Esperanto é uma solução moderna, prática,transnacional, aglutinadora e absolutamente neutra para a perfeita intercomunicão da humanidade em seu atual estágio de evolução tecnológica, social e de desenvolvimento sustentável!

  3. Jorge Moura says:

    O Esperanto é a lingua que, por ser fácil e simples, vai permitir que todos no nosso planeta possam se comunicar sem barreiras. Já imaginou podermos ir para o Nepal sem necessitar falar o idioma local?

  4. É internacional? Sim, porque não pertence a ninguém, é de todos, em igualdade de condições!

  5. Um amigo recentemente me disse que para ele o inglês é suficiente, pois ele viaja muito e se “comunica” perfeitamente com ele. E o que seria “comunicar-se perfeitamente”? Indicar um endereço ao taxista? Perguntar onde fica o hotel? Qual o ônibus? Escolher o prato no restaurante?
    Não. Comunicar-se é muito mais do que isso! Afinal, até mesmo em nossa terra natal, algumas vezes, temos que ler cardápios em francês para escolhermos a refeição. Mas, e a troca de experiências que tanto enriquecem as relações humanas? Viajamos apenas para agradar aos olhos? Quantos de nós se arriscariam a enfrentar um debate filosófico com um nativo do idioma inglês? Ou mesmo um debate político, ou técnico que seja, por mais formatado que seja o conteúdo? Quantos de nós alcança as sutilezas das mensagens contidas em poesias, se estas estiverem escritas em outros idiomas que não o nosso? A aviação enfrenta ainda hoje o grave problema de mal entendimento entre pilotos e controladores de vôo, o que representa um alto índice de causas de acidentes aéreos.
    Comunicar-se é, fundamentalmente, se fazer entender, porém, a complexidade do pensamento, das atividades e, principalmente, do sentimento humano atingiram níveis muito mais exigentes de compreensão. A relação humana hoje exige mais do que meras interações comerciais. As pessoas querem se relacionar também com o sentimento, entender o coração do outro e viver mais plenamente. O Esperanto é a melhor proposta!

  6. Esperanto é a solução para a comunicação final, maior ou melhor entre os povos de toda a Terra, sem as barreiras do preconceito, discriminação, xenofobia, sectarismo, mas sim na direção da transnacionalidade, da solidariedade e da fraternidade entre as Nações e , finalmente, da tão sonhada, possível, necessária e indispensável paz internacional!

  7. Esperanto is best solution for the international peace!

  8. Esperanto faras gefratojn en la tuta mondo!

  9. desiree costa says:

    gente acabei de achar um livro do esperanto aki no banco de uma galeria em bangu,gostaria de saber mais sobre o que se trata…

  10. Graça Maria da Silva says:

    Boa noite gostaria de ganhar uma bolsa para o curso de Esperanto sou surda tenho dificuldade para aprender uma segunda linga e achei o Esperanto fácil agradeço a quem possa me ajudar

  11. Eliana M Paixão says:

    Pra dizer a verdade eu gostei muito sobre, como aprender esperanto,
    quero muito aprender!
    Viajo sempre com meu esposo para o exterior e ja estou precisando deste bendito esperanto.
    Espero gostar e encontrar mais informaçoes a respeito.
    Att,
    Obrigada,
    Eliana.

  12. Adriano says:

    Criei uma língua em 2003 que ainda não tem nome e a chamo de língua inicial. Infelizmente a perdi mas a idéia e todo o processo gramatical está na minha cabeça. Atualmente estou aos poucos recriando-a. Não conheço como funciona o esperanto, por isso tou dando uma olhada nele aqui. Quero ver se o esperanto é bom mesmo ou se a que eu criei é melhor. De qualquer forma irei tentar aprender o esperanto.

  13. Adriano says:

    O esperanto realmente é fácil pois, pelo que vi, os radicais dele são tendendo para o latino. Desta forma é fácil para nós de línguas baseadas no grego-latim entendermos o esperanto. Mas, e os demais povos onde as suas linguas são de origem saxônicas, indigenas, orientais, etc.? Seria o esperanto bom para estes povos?

  14. Adriano says:

    Não estou criticando o esperanto em si, até porque se formos ver, de fato, mesmo o esperanto tentendo para origens mais latinas, deve ser respeitado pois acho que ela se encaixa melhor em toda a população mundial, já que temos o português e o espanhol com grande números de falantes no mundo. De qualquer forma acho que a minha lingua é de uma sintaxe mais simples e talvez, digo talvez, mais fácil de aprender que o esperanto. Mas, é claro, não tenho pretensões nenhuma de que minha lingua supere o esperanto nem mesmo qualquer outra lingua mundial.
    Aliás nem mesmo sei se quando eu divulgá-la alguem irá querer aprendê-la.
    Como exemplo deixo as seguintes frases na minha lingua:
    I nao ge AAAA! (Eu estou com Deus!)
    I mao rhon-a rhon! (Eu irei até lá!)

    • Emilio says:

      Adriano, reitero meu convite à leitura do texto de Claude Piron, pois a primeira vista,para um brasileiro, o esperanto pode parecer ser uma língua latina. Mas os alemães também podem achar que o esperanto é uma língua germânica e assim por diante, como está explicado no texto http://claudepiron.free.fr/articlesenportugais/linguaocidental.htm

      Muitos radicais no esperanto, que são parecidos com o português ou espanhol, na verdade tem origem árabe, germânica, ou asiática, e não latina. É preciso lembrar que português não é latim.

      Sugiro também que você deixe muito mais exemplos de sua língua para os leitores possam tirar as suas conclusões.

    • Anastácio says:

      Mais um criador de língua que acredita que sua língua seja mais simples que o esperanto? É Adriano, você conhecerá centenas de línguas como a sua que serão faladas por apenas seus criadores (e nem serão fluentes nelas). Boa sorte com seu projeto, eu também tenho dois projetos de línguas, mas que não chegam nem aos pés do esperanto. 😉

  15. Silvio Marcio Camargo Bruno says:

    Fantástico perceber como não somente uma lingua mais a proposta de unificação e relação de igualdade entre todos os povos da terra, faz do ESPERANTO uma proposta inovadora para o momento atual. Considero o ESPERANTO uma inovação para aqueles que buscam uma maneira de se relacionar diferente. Sem barreiras! Sem fronteiras! ESPERANTO: Fraternidade, Igualdade e Amizade.

Deixar uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *