O Fenômeno Esperanto atual

                           
Em compilação por Josias Barboza

 

O que está acontecendo com o esperanto?

 

Subitamente, nos últimos três anos, o mundo foi surpreendido por uma avalanche de aconteci-mentos ligados ao esperanto num processo que vinha sendo gestado nos últimos 10 anos, principalmente na Europa.  Eis os fatos:

a – Muitos de nós talvez não soubesse que o esperanto foi incluído entre as línguas de eleição da União Europeia para fins de aprendizagem, ensino e avaliação;

b – que, em consequência disso, nesse período 41,5 mil estudantes universitários se submeteram aos exames internacionais de esperanto na Hungria (As novas leis educacionais húngaras exigem que o formando em universidades, em qualquer área do conhecimento, apresente atestado em duas das línguas estrangeiras das acima consideradas para concluir seus estudos.);

c – que a França e a Polônia estão em procedimentos para seguirem o mesmo esquema da Hungria;

d – que ainda na França um decreto do Ministério da Educação exige que o candidato a qualquer posto de ensino tenha certificado também em duas das línguas estrangeiras acima consideradas;

e – que o governo chinês incluiu o esperanto entre as dez línguas selecionadas para sua campanha mundial de promoção institucional da China na internete China.org.cn promotion featured on CNN homepage – China.org.cn;

f – que ampliaram-se muito nos útimos anos as relações consultivas e oficiais da UEA -Associação Mundial de Esperanto, com órgãos de regulação internacional ligados à ONU e à OEA,  como a UNESCO e a UNICEF e ao Conselho Europeu;

g – que novos e importantes avanços tem ocorrido em diversas áreas da atividade humana tais como:

 

Reuniões   É extenso o calendário anual de eventos em todo o mundo em que o esperanto é a língua de trabalho exclusiva, culminando com o Congresso Mundial de Esperanto, que ocorre cada ano num continente diferente. http://uea.org/kongresoj

Muitas dezenas de eventos regionais em Esperanto constituem o calendário anual, sendo os da área do ensino, aprendizagem e avaliação do esperanto os que mais se destacam entre os temas especializados. http://www.eventoj.hu/kalendar.htm

 

Viagens assistidas  –  Além das companhias especializadas em turismo para esse público seleto, os esperantistas são solidários na assistência ao viajante e criaram um serviço de intercâmbio de hospedagem em residências chamado Pasporta Servo em que o participante cede a convivência gratuita em seu lar por um curto período (geralmente de 3 a 5 dias), propiciando assim a oportunidade de contato íntimo entre culturas. A edição de 2011 do Serviço de Passaporte, um serviço administrado pela seção juvenil da UEA http://tejo.org, traz endereços de anfitriões em cerca de 90 países. (http://pasportaservo.org).

 

Contatos profissionais e interesses especiais O público esperantista conta com uma vasta rede de associações especializadas (fakaj asocioj), numa variada gama de interesses, por exemplo, em medicina, agricultura, ecologia, comérico internacional, ensino, filatelia, cidadania mundial, sindicalismo, estilo de vida, preferências religiosas, música, pacifismo etc, todas descritas e disponibilizadas no Jarlibro (Anuário) da Associação Mundial de Esperanto. http://uea.org/info/portugala.html

 

Literatura, museus e bibliotecas  –  É vasta a literatura em língua esperanto, original e traduzida www.katalogo.uea.org  O CDELI, Centro de Documentação da Língua Internacional, localizado em Em La-Chaux-de-Fonds, na Suíça, o possui um riquíssimo acervo, hospedado na Biblioteca Municipal.  http://www.cdeli.org/

 

 

Teatro e cinema; o esperanto tem sido utilizado e é tema  de vários filmes desde 1940 (O Grande Ditador, de Charles Chaplin) até os dias de hoje (“Nosso Lar” – 2010) e festivais de cinema, como o “Kinoj sen limoj (http://kinofestivalo.org/pt/about/), que tem entre seus objetivos principais o de mostrar uma utilidade prática do esperanto como portador de culturas nacionais. http://eo.wikipedia.org/wiki/Incubus#Komenca_prezento

http://esperantonobrasil.blogspot.com/2005/06/esperanto-no-cinema.html

http://www.delbarrio.eu/cinema.htm

 

Música, rádio, televisão e imprensa – Os links abaixos são uma pequena mostra da amplitude de possibilidades de acesso à cultura mundial por esses meios de comunicação.

http://vinilkosmo.com/vko/shop.php; muzaiko.info

http://esperanto.cri.cn/641/2011/06/17/1s125271.htm

http://retradio.posterous.com

Le Monde Diplomatique http://eo.mondediplo.com/

http://www.liberafolio.org/2011/muzaiko-planas-sendi-retradion-en-esperanto-senpauze

http://www.uniaoplanetaria.org.br/tvsupren/

http://radioaktiva.esperanto.org.uy/

 

 

Internete  –  Há muita afinidade entre o esperanto e a internet, principalmente no campo da democratização da informação. Por isso a internete passou a ser o “lar dos esperantistas” e é de onde partem a maior quantidade de atividade de informação, divulgação e ensino a distância do esperanto, bem como o local de encontrar amigos nas diversas salas de relacionamento e foruns sobre os mais variados temas, nas páginas do Facebook, Orkut, Tweeter, Skype, etc. Buscando a palavra esperanto  encontra-se uma infindável rede de informações, divertimento, cursos  etc.

www. lernu.net

www.esperanto.net

 

Comunidades de softwares livres por semelhanças notáveis das suas características, as duas comunidades, a dos esperantistas e a dos softwares livres se atraem e tendem a desenvolver trabalhos complementares  (mostrar links) ….

 

Wikipedia; Em meados de 2011, às vésperas de completar 125 anos do lançamento do esperanto, a versão da Wikipedia nessa língua já continha 150 mil artigos.  … (mostrar links)

 

Diálogo entre os povos indígenas do mundo  (mostrar links)

 

Uma língua de família – http://uea.org/rondo_familia/index.html

 

O Manifesto de Praga – é o ducumento da comunidade esperantista que esprime a sua visão sobre a necessidade de um instrumento linguístico democrático nas relações entre países num mundo globalizado, que preserve a diversidade linguística, atraves de uma  educação transnacional que permita a cada individuo exercer uma cidadania mundial plena.

http://uea.org/index.html (Vide wikipedia)

 

 

O Ensino do Esperanto e o seu Reconhecimento oficial.

 

Resoluções da UNESCO –   As Resoluções da Quarta Conferência Geral (Montevidéu1954) e a do ano do Centenário, aprovada pela Vigésima Terceira Conferência Geral (Sófia 1985) recomendam o ensino do esperanto nas escolas pelos países signatários da ONU.  Juntas, as duas Resoluções consistem o mais claro reconhecimento do valor do Esperanto feito por uma importante organização internacional. Mais recentemente, em sua declaração de 16 de maio de 2007, a ONU insistiu em recomendar o multilinguismo para criar a “unidade na diversidade” e a intercompreensão das nações e reconhece o desequilíbrio no uso do inglês, comparado com outras línguas

http://daccess-dds-ny.un.org/doc/UNDOC/LTD/N07/337/60/PDF/N0733760.pdf?OpenElement

Neste ano de 2011 A ONU concedeu à Associação Universal de Esperanto (UEA) o direito de indicar 11 representantes para atuar nos escritórios da entidade.

 

Conselho Europeu, –  O esperanto é oficialmente uma das línguas reconhecidas como tal pelo Conselho Europeu. Pela intensa movimentação de estudantes e trabalhadores pelo território europeu, foi necessária a criação do Quadro de Referência Comum Europeu para línguas: ensino, avaliação, aprendizagem.  Em consequência disto está havendo uma intensa migração da preferência dos candidatos a esses exames oficiais em direção ao esperanto, pela sua facilidade e economia de tempo de aprendizagem.

 

Alemanha  – País com o maior numero relativo de esperantistas na Europa, Herzberg, (PSI??)

 

França  – Decreto ministerial; http://edukado.net/novajhoj?id=55  Desde o 1º de junho de 2010 entrou en funcionamento na França a  nova lei que exige que para obter emprego de professor, além de passar no concurso, o candidato deve também apresentar diploma de conhecimento de língua e de informática. Foi definido o nível B 2 de acordo com Quadro de Referência Comum Europeu para línguas, e o certificado pode ser obtido em qualquer das línguas consideradas no sistema, entre elas o esperanto. São aceitos certificados expedidos na França e em outrs países membros da União Europeia. Isto significa que o esperanto pode adquirir subitamente  um enorme prestígio na França. (Na Hungria, por razões semelhantes, 5 mil pessoas por ano escolhem o esperanto para o exame europeu de línguas.) O texto em francês do decreto ministerial pode ser lido em http://www.legifrance.gouv.fr/affichTexte.do?cidTexte=JORFTEXT000022360392&dateTexte=&categorieLien=id http://www.legifrance.gouv.fr/affichTexte.do?cidTexte=JORFTEXT000022360392&dat

 

França  – Petição nacional para a inclusão do esperanto entre as línguas de escolha para conclusão de curso  universitário (bacharelado). O texto em francês pode ser lido em

esperanto-au-bac.fr

 

China -10 línguas de divulgação…..

China.org.cn promotion featured on CNN homepage – China.org.cn

“Learn Esperanto 世界語 5 of 5 重音與語調”

 

Hungria  – 5 mil bacharelandos examinados por ano em esperanto; (desenvolver, mostrar links)

 

Polônia  – bacharelado; (desenvolver, mostrar links)

 

Polônia  – curso superior de esperanto en Poznan; ( mostrar links, desenvolver e mostrar participação de brasileiros,)

 

 

Brasil  – Lei Cristovam –  Está em processo adiantado de aprovação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6162 de 2009, originado e já aprovado no Senado Federal, que altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), para dispor sobre a inclusão facultativa do ensino de esperanto no ensino médio.

 

O Ex-Presidente Lula em sua carta lida aos esperantistas reunidos no 94º Congresso Mundial de Esperanto, em Bialistoque, Polônia, em 2009, expressou o seu apoio aos trabalhos de divulgação do esperanto.

 

Organização, representatividade e serviços –  Algumas centenas de organizações esperantistas se dedicam à divulgação e ensino da língua, com publicação de periódicos, nos níveis de bairros, cidades, estados e países, que interagem como numa rede. A instituição em nível mundial de representatividade desse movimento junto às instâncias políticas governamentais e não governamentais e na prestação de serviços  aos esperantistas é a UEA – Associação Mundial de Esperanto. Entre outros serviço a UEA mantem e atualiza um anuário, Jarlibro, com a lista das organizações e representações locais e mantem um serviço de livros, além de publicar sua própria revista mensal de nome Esperanto. www.uea.org/katalogo

O controle da evolução e aproteção dos princípios fundamentais da língua esperanto está a cargo da Academia de Esperanto. http://www.akademio-de-esperanto.org/

Valor propedêutico – Diversos estudos desde 1920 demonstraram com folga que os alunos que aprenderam em primeiro lugar o Esperanto e posteriormente uma língua estrangeira atingiram ao final do mesmo tempo um domínio maior da segunda língua. É o efeito do chamado valor propedêutico do Esperanto: uma criança monoglota que aprende primeiro o Esperanto, com mais eficácia pode aprender uma terceira língua.

http://apprenticeshiplanguagelearning.weebly.com/the-propaedeutic-effect.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Valor_proped%C3%AAutico_do_esperanto

 

 

Para aprender o esperanto, existem todo tipo de cursos presenciais e a distância, em universidades, associações, etc. Entre outros links:

http://lernu.net;

http://tatoeba.org/;

http://facila.org/;

http://edukado.net;

http://www.esperanto.es/diccionario;

http://www.reta-vortaro.de/revo;

http://livemocha.com;

http://www.bertilow.com/pmeg,

www.esperanto.net,

www.italki.com.

 

Para maiores informações sobre o Esperanto em português contate a LBE- Liga Brasileira de Esperanto  www.esperanto.org.br

Em compilação por Josias Barboza     jofobo@hotmail.com;   barboza.josias@gmail.com

 

 

Deixar uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *